segunda-feira, 26 de setembro de 2011

No Espiritismo acredita-se em santos?

Pesquisando pra responder a pergunta acima, encontrei interessante postagem sobre o assunto, que acredito ser a resposta ao questionamento.

Eis o conteúdo da postagem com adaptações. A postagem original pode ser consultada no link abaixo, citado como fonte.

Para o Espiritismo, “santos” são espíritos muito adiantados (espíritos de luz) que receberam esse título devido a sua conduta moral ilibada, caráter benevolente e caridoso, que fizeram com que sua existência na Terra, fosse digna e exemplar para as demais pessoas.

Entretanto, nem todos que foram canonizadas são realmente espíritos evoluídos. Alguns são muito atrasados e foram canonizados por interesses vários. Vale ressaltar que não é a canonização que transforma a pessoa em santo, e sim a sua conduta bondosa, amorosa, caritativa, exemplar, como citado acima.

Quando se fala em “santos”, imaginamos se tratar dos santos canonizados pela Igreja Católica. Mas, devemos lembrar que alguns deles nem mesmo existiram, tendo o Papa João XXIII destituído vários deles por não haver comprovação de sua existência. Além disso, este é um título meramente humano, não tem nenhum valor real.

Não temos a intenção de criar polêmicas acerca do assunto, mas existem e existiram muitas pessoas que nem mesmo foram cristãs e que foram e são muito mais adiantadas moralmente do que muitos dos chamados santos.
Fonte: http://www.espirito.org.br/portal/perguntas/p0940.html